Blogue da Biblioteca MARIA EULÁLIA MACEDO

Blogue da Biblioteca MARIA EULÁLIA MACEDO
«O único remédio é amar. Amar as coisas e amar as pessoas, amar as cores, as mutações da hora, o ciclo das estações, amar o tempo de ser, de lembrar, de conhecer...»

domingo, 30 de maio de 2010

JOSÉ FANHA na BE





Sexta-feira, dia 28, é um dia que ficará na memória da nossa escola! Todos estávamos prontos e ansiosos para receber o escritor José Fanha. E nem o calor fez desanimar os presentes! Por volta das três da tarde, ei-lo que chega a rir, transbordando de simpatia. E foi com uma enorme salva de palmas que o pavilhão central cheiinho, cheiinho o recebeu! O encontro começou com a dramatização, inspirada na obra Alex ponto Com, pelo 6ºG e 6º I. Seguidamente, alunas do 6º C revelaram-nos as suas impressões sentidas pela leitura de alguns textos da obra O Diário inventado de um menino já crescido; o teatro de sombras, pelo 5ºB, 5ºD e 5ºE, inspirado na história História sem Palavras, inserida na obra A Noite em que a noite não chegou, veio a seguir. Por último, os alunos do 3º ciclo declamaram alguns poemas do escritor. Acabámos com um enorme Obrigado, José Fanha. Depois foi a vez de José Fanha nos brindar com a sua intervenção. E mobilizou tudo e todos com as suas palavras simples mas directas e profundas. Teria havido alguém que não tivesse participado na canção do NHÊ, NHÊ, NHÊ ou no C de CÃO? Não acredito! Pois José Fanha tem esse dom - de passar para nós o seu gosto pela leitura e pelos livros, a sua ternura, a sua simpatia. Antes de partir, o escritor ainda teve tempo para entregar os prémios aos vencedores do concurso de Língua Portuguesa. Depois, deixou-nos como entrou: a sorrir! OBRIGADO, JOSÉ FANHA!


video

Sem comentários:

Enviar um comentário